sexta-feira, 19 de Outubro de 2018  15:22
PESQUISAR 
LÍNGUA  

Portal D'Aveiro

Inovasis Prescrição eletrónica (PEM), Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica (MCDT), Gestão de Clínicas Publicidade

Inovanet


RECEITA SUGESTÃO

Sapateira Recheada II

Sapateira Recheada II

Verta o vinagre em fio, na boca da sapateira e coza-a em água temperada com sal, a cebola e o louro por 15 a 20 ...
» ver mais receitas


NOTÍCIAS

imprimir resumo
10-08-2018

Estarreja assume problemas na recolha de lixo e prepara novo concurso internacional.



Depois de Albergaria onde o PAN pediu mão firme da autarquia sobre a empresa concessionária da recolha de lixo, agora é Estarreja a admitir problemas com a empresa que geria essa recolha.

A Luságua, do grupo Aquapor, está debaixo de fogo e Diamantino Sabina, Presidente da Câmara Municipal de Estarreja, assumiu constrangimentos na recolha mas garante que a situação "é temporária”.

A autarquia reage publicamente e diz que não está indiferente à insatisfação dos munícipes e, neste momento, está a trabalhar com mais quatro municípios “num novo procedimento de contratação pública que assegure um serviço de qualidade e que corresponda às necessidades da população”.

Depois de uma avaliação exaustiva da performance do contrato com a Luságua, celebrado em 2013 e com a duração de cinco anos, o executivo constatou “falhas na recolha diária dos resíduos urbanos e na limpeza e higienização dos contentores”, verificou que o material está “deteriorado” e que a empresa “não dispõe de recursos humanos suficientes para a prestação dos serviços”.

Explica também que as exigências de hoje são totalmente distintas das definidas anteriormente.

Segundo o vereador Carlos Valente, responsável pelos Espaços Verdes Públicos, Higiene Urbana e Resíduos Sólidos, a complexidade do novo procedimento de contratação pública internacional e em consórcio, que exige um complexo caderno de encargos que inclua “penalizações, sanções e medidas de controlo, não foi possível a contratação de um novo serviço”.Carlos Valente lembra que não poderia deixar cair a concessão do dia para a noite e que ao renovar contrato por mais um ano procurou ganhar tempo para pensar “numa reestruturação profunda em termos de formulação contratual”.

Diamantino Sabina realça que “o Município de Estarreja está a encetar todos os meios ao seu alcance para resolver esta situação com a maior brevidade possível que a todos causa grande transtorno e preocupação.”

 


ACESSO

» Webmail
» Definir como página inicial

Publicidade

TEMPO EM AVEIRO


Inovanet
INOVAgest ®