HOMEM CONDENADO A 20 ANOS DE PRISÃO PELA MORTE DA MULHER

O autor confesso da morte da mulher, em Novembro de 2017, no concelho de Caldas da Rainha, foi ontem condenado a 20 anos de prisão pelo Tribunal Judicial de Leiria.
“O senhor vai condenado na pena de 20 anos de prisão: homicídio qualificado é o crime mais grave que existe no nosso ordenamento jurídico-penal, punido até 25 anos. Vinte anos é uma pena já muito considerada”, afirmou o juiz-presidente do Tribunal, no final da leitura do acórdão, ontem no Tribunal de Leiria.
Dirigindo-se ao arguido, o magistrado judicial disse esperar que “aproveite o melhor possível esse tempo”, referindo, ainda, que, “para aquilo que fez, certamente não esperaria” outra decisão.
O colectivo de juízes deu co­mo parcialmente procedente o despacho de acusação, segundo o qual, “no dia 20 de Novembro de 2017, entre as 01h45 e as 02h30, no interior da residência do casal”, em Chão da Parada, freguesia da Tornada, “o arguido abeirou-se da sua esposa que se encontrava deitada no sofá da sala, estando munido de uma faca de cozinha com 20 centímetros de lâmina”. 


Diário de Aveiro


Portal d'Aveiro - www.aveiro.co.pt